Link para página

Vila Velha de Ródão tem um novo Plano Estratégico de Desenvolvimento, um documento elaborado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) por solicitação da Câmara Municipal e que foi apresentado ao público durante a sessão ordinária da Assembleia Municipal de Vila Velha de Ródão, no passado dia 18 de dezembro, na Casa de Artes e Cultura do Tejo.

O Plano Estratégico de Desenvolvimento 2020-2027 vem substituir o anterior plano do município, datado de 2004, e pretende constituir-se como um referencial de orientação e um instrumento estratégico institucional de apoio à decisão e ao desenvolvimento do concelho nos próximos sete anos.

Trata-se de um documento alicerçado no presente que, a partir de uma análise das características socioeconómicas e culturais do concelho, incluindo as suas potencialidades e ameaças, procura indicar linhas de ação para a definição de um novo ciclo de desenvolvimento sustentável, tendo por horizonte o futuro a médio-longo prazo.

“Tendo em conta que passaram 16 anos desde o último estudo, julgámos que se justificava voltarmos a olhar para o concelho com um olhar simultaneamente próximo, dada a proximidade do IPCB ao território, mas também distante, por se tratar duma instituição com uma abordagem científica rigorosa e com capacidade crítica, o que representa uma mais-valia”, esclareceu o presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, durante a apresentação, agradecendo o trabalho desenvolvido por aquela instituição.

A sessão contou também com a presença do presidente do IPCB, António Fernandes, que felicitou a autarquia por actualizar este plano e destacou o papel daquela instituição de ensino superior enquanto instrumento de apoio à região.

“É uma obrigação do IPCB estar com a região em que está inserido e contribuir através do conhecimento e da ciência para o seu desenvolvimento, por isso é um gosto imenso estarmos nesta segunda geração do Plano de Desenvolvimento Estratégico de Vila Velha de Ródão e esperamos que ele possa contribuir para a continuidade dos êxitos que têm sido alcançados por este executivo”, afirmou António Fernandes.

A apresentação dos principais eixos estratégicos de intervenção e análise que constituem este plano ficou a cargo de Domingos Santos, um dos coordenadores do estudo, que frisou que o objetivo dos autores é que este documento possa “responder aos desafios do apoio à decisão e dar ao executivo motivos de discussão e reflexão, mas que possa também tornar-se um instrumento de comunicação”.

De acordo com os autores deste estudo, “o grande objetivo estratégico passa por dotar o concelho de uma economia competitiva e resiliente, potenciando a exploração sustentável dos recursos endógenos, garantindo em simultâneo, a prestação de serviços sociais de qualidade, com vista ao reforço dos padrões de coesão social da comunidade”.

No final da apresentação, o presidente da Câmara Municipal referiu que “este é um documento aberto para suscitar uma discussão alargada sobre o futuro de Vila Velha de Ródão, pelo que convidamos todos a lê-lo com atenção, pois só com o contributo de todos concebemos a construção desse futuro”.

Plano Estrat Desenvolvimento 1
Plano Estrat Desenvolvimento 2
Plano Estrat Desenvolvimento 3